Dúvida do Leitor: Como contornar as variáveis no Mercado de Casamentos ?


O LEITOR:

Olá Rodrigo,

Vi o vídeo sobre objetivo e concordo 100%, pois tracei minhas metas na fotografia desde o primeiro brainstorm que fiz comigo mesmo. Eu já sabia que teria muito o que aprender ainda, mas sabia também, quem eu gostaria como cliente, o material que gostaria de entregar e quanto iria ser o valor do meu produto.

A minha meta? Sempre existiu: 100% de clientes meus, e no mínimo, 4 casamentos ao mês. Porém, quando tudo caminhava para algo próximo disso, veio 2014 e me fez voltar a estaca 0, não em aprendizado, mas em prospecção, divulgação boca a boca etc.

Ai vem a minha pergunta:

Neste mercado, infelizmente nosso planejamento, não tem 100% de garantias, pois temos variáveis brasileiras como: futebol (copa do mundo), carnaval, micareta, feriados no ano perto dos fins de semana... E por ai a fora.

Qual a sua sugestão para contornar estas variáveis?

Abraços

Fotógrafo de Niterói*

* A identidade foi preservada.

RESPOSTA DO BLOG:

Olá, Obrigado por ter assistido ao vídeo “A dica mais importante para o sucesso do seu negócio no Mercado de Casamentos”.

Bom, antes de responder a sua pergunta, é preciso que a gente faça uma divisão conceitual. Objetivo é uma coisa e meta é outra coisa.

O objetivo é o que eu quero alcançar. Algo grande e específico, com prazo e etc.

Meta são os passos que eu dou para alcançar o meu objetivo, também têm prazo, mas são mesuradas em menor escala e são degraus, para você alcançar o seu objetivo.

Fechando a parte conceitual, vamos ao seu questionamento.

Planejar é antever o futuro. Não é prever mas sim, ver e criar um cenário possível.

Mas como criar um cenário possível em um mercado tão instável?

O Mercado de Casamentos é um dos mercados mais estáveis do país porém, tem suas sazionalidades e sofre como qualquer outro mercado, com as mudanças econômicas do país. Provavelmente sofrerá bastante em 2015 e 2016.

Você cita em seu email, as variáveis do ercado de Casamentos. Quando você cita estas variáveis brasileiras, eu te digo que não são variáveis. Se são previsíveis, não são varáiveis. Você citou futebol (Copa do Mundo), carnaval, eleições e feriados. Repare que todos esses "eventos" eram previstos para 2014 e nenhum deles, deveria nos pegar de surpresa. Se nos pegaram, não foram previstos e isso acaba sendo uma falha muito comum no planejamento.

Se já sei que esses eventos eram previsíveis, como lidar com eles?

O primeiro passo é prever esses eventos no seu planejamento. Se me planejei e contemplei esses períodos de possíveis sazionalidades e seus impactos no meu negócio, preciso buscar alternativas para eles.

Que alternativas seriam essas?

Mensurado o impacto, vou te dar 7 dicas que considero muito importante.

1. Técnica do Jardim. Aproveite o período de baixa para criar um relacionamento com seus clientes e prospects. Relacionamento não é somente postar o trabalho realizado nas redes sociais, mas é oferecer ao seu Cliente, algo que seja do interesse dele. Fale menos de você e fale mais coisas do intersse do seu cliente e que tenham relação com seu trabalho. Investir em Relacionamento não é gastar tempo, mas é investir no que é mais importante para o seu negócio, o Cliente. Aplique a técnica do jardim, semana que vem vou falar sobre isso em um vídeo.

2. Alternativas. Aproveite para investir dentro do seu segmento, no caso fotografia, em outras alternativas. Época de baixa é ótima para fazer ensaios e oferecer cursos.

3. Posicionamento. Invista esse tempo para criar ou reforçar seu posicionamento.

4. Valor. Ofereça valor ao seu cliente e não somente preço, produto ou serviço. Aproveite essa época para criar valor para o seu negócio e enriquecer seu posicionamento.

5. Não faça promoção. Por mais difícil que seja, não faça promoção de preço. Não abaixe seu preço. Você pode pontualmente negociar seu preço caso a caso. Mas nunca seu valor. Você vende valor e não preço.

6. Faça pré-campanhas antes da campanha e ganhe com a sazionalidade. O carnaval vai chegar? Vai, todo ano chega. Então, aproveite e veja isso como uma oportunidade. Comece a falar dele e do seu negócio com um ou dois meses de antecedência. Como você é fotógrafo, vá falando sobre o carnaval e a fotografia.

Quando estiver próximo do período, faça algo do tipo:

"Já pensou em registrar seu amor em pleno bloco?"

Eu já fiz isso e foi muito legal tanto financeiramente, como o resultado final do trabalho. Veja a foto.

7. Última dica. Essa você não pode dizer que é surpresa, esta em todos os jornais e sites. O Brasil, passa por um período econômico complicado. Estamos em recessão apesar de ninguém admitir isso. A taxa de desemprego vai aumentar e o mercado de casamentos vai sentir como qualquer outro mercado. Não ignore isso. Pois apesar de parecer uma variável é facilmente previsível. O impacto dela ainda não é totalmente mensurável, mas é previsível sim.

Espero ter te ajudado e estou a disposição.

Você está no caminho certo. Preserve sua confiança e seja comedido nos gastos. Invista na sua marca, no seu marketing e em como divulgar sua marca.

Um grande abraço

Rodrigo Oliveira

Foto: Rodrigo Oliveira. Casal: Carol e Alex

#MarketingdeCasamento #marketingdecasamento #Marketing #weddinglove #profissionaisdecasamento #profissionaisdecasamento #rodrigooliveira #RodrigoOliveira #Sucesso #negócios #casamentos #vendas

0 visualização