Afinal, QUANTO VOCÊ ESTÁ GANHANDO?

31.07.2018

 

Não adianta “ter uma ideia” de quanto você ganha. Achismo em matemática é impossível. Você tem que saber o custo real e o lucro real. Tudo tem que estar planilhado e estudado para você possa identificar que o valor que você cobra atende à sua expectativa de lucro. E uma questão importante: se o custo está sendo pago - você pode estar pagando para trabalhar, já pensou nisso?! Cuidado, dois e dois podem dar cinco - parafraseando Caetano!

Uma planilha pode te ajudar a descobrir isso. Você vai precisar especificar todos os itens comparando o custo que estão envolvidos em cada célula, “detalhando” todo o seu produto/serviço. Assim como uma ficha técnica, uma receita de bolo, mas pensando sempre no custo versus margem de lucro. Existem algumas fórmulas para definir o lucro, dentre elas a margem de contribuição e o markup, procure saber qual delas funciona melhor para a sua empresa.

Neste mesmo esquema de organização entra a questão de manutenção, renovação e atualização dos equipamentos, custos fixos, fluxo de caixa, entre outros. O seu contador pode te ajudar bastante nesta parte. O importante é colocar na cabeça que é preciso ter estes valores à mão para te orientar.

E fundo de reserva, você já pensou? Este é mais um item que deverá constar na sua planilha, afinal imprevistos podem acontecer e você pode já se programar para isso. O fundo de reserva é uma ferramenta importante para casos de emergência, desenvolver ações com clientes e pode até ajudar num “período de baixa”.

Please reload